quinta-feira, 11 de março de 2010

E assim vai o mundo II


A N. é colombiana. Um amor de "cachopa" como se diz na terra do meu pai.
No outro dia contou-me que tinha um encontro marcado com um rapaz alemão por quem achava que estava a começar a gostar a sério.
Passados uns dias perguntei-lhe como tinha corrido o encontro, ao que ela me respondeu "correu bem!".

Eu: - "Então e já são namorados a sério?"

N.: - "Isso ainda não sei..."

Eu: - "Então, porquê?"

N.: - "Ele ainda não me perguntou!"

Eu: - "Hmm... Olha que eu acho que nem vai perguntar. Isso, por aqui já não se usa."

N.: - "Mas na Colômbia, o rapaz tem de perguntar! Só assim é que realmente a rapariga sabe que são namorados!"

Eu: - "Mas aqui é diferente. Ele não sabe como é na Colômbia! Porque não lhe contas, assim, para lhe dar a dica..."

N.: - "EU?! Ele é que tem de saber! Eu não lhe vou explicar nada... E aliás, se ele não me perguntar, eu continuarei "oficialmente" sem namorado. Poderei fazer o que me der na gana com quem eu quiser, entendes?"

Eu, para os meus botões, "Isto é que está aqui uma açorda..."

Imagem daqui.

2 comentários:

  1. Estas duas historias estao uma delicia ;-) Gostei muito ;-)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Gostava de saber o desenrolar desta história...

    ResponderEliminar